Quarta-feira, 9 de Dezembro de 2015

O QUE OS BRASILEIROS CULTOS PENSAM SOBRE O ACORDO ORTOGRÁFICO DE 1990

 

Recados cultos para políticos incultos que se recusam a ver e ouvir o óbvio…

 

(Em actualização...)

 

Fonte das imagens: «Tradutores Contra o Acordo Ortográfico»:

https://www.facebook.com/TradutoresContraAO90/?fref=ts

 

 

15966268_1050041275097540_3298234541235181048_n.pn

 

16387408_10210375162728406_4756852640854520722_n A

 

 

15380653_1022448154523519_2723028613162207959_n[1]

 

 

 

14656371_975167349251600_5335026065803500480_n[2].

 

 

14670853_1750018208582114_7321015870269405850_n[1]

 

 

14088407_913181332116869_120198061180725534_n[2].p

 

 

13533168_867266776708325_2495554323093645472_n[1]

 

 

12987082_818184601616543_1764002356313591335_n[1].

 

12919778_813591972075806_6091725835677023965_n[1].

 

11041675_620277808073891_3571314027372158182_n[1].

 

BRASIL1.png

BRASIL2.png

 

BRASIL3.jpg

BRASIL4.png

BRASIL5.png

BRASIL6.png

BRASIL7.png

BRASIL9.png

BRASIL10.png

 

10447130_646911292077209_9125389350423729065_n[1]. 

19225066_d7fEL[1] ETIMOLOGISTA.jpg

Fonte da imagem:

https://www.facebook.com/brasilcontraacordoortografico/photos/a.144561049073195.1073741826.144288105767156/443663415829622/?type=3&theater

 

12745447_791928197575517_7038025273645473850_n[1].

11100354_624368920998113_2451547947176682763_n[1].

 

11150210_624717247629947_4975147873661460226_n[1].

 

***

O QUE OS PORTUGUESES CULTOS PENSAM SOBRE O ACORDO ORTOGRÁFICO DE 1990

http://olugardalinguaportuguesa.blogs.sapo.pt/o-que-os-portugueses-cultos-pensam-33885

 

O QUE OS AFRICANOS CULTOS DE EXPRESSÃO PORTUGUESA PENSAM SOBRE O ACORDO ORTOGRÁFICO DE 1990

http://olugardalinguaportuguesa.blogs.sapo.pt/o-que-os-africanos-cultos-de-expressao-37150

  

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:57

link do post | comentar | adicionar aos favoritos
| partilhar
comentários:
De Maria José Melo a 21 de Fevereiro de 2016 às 13:02
Concordo plenamente.
Hoje em dia, é uma confusão! A fonética do português de Portugal e do Brasil é diferente, o que, geralmente, não impede a compreensão entre os falantes dos dois países. Existe uma diversidade, exactamente como na língua inglesa.
O problema é que, agora, mesmo quem sabia escrever, deixou de saber e assiste-se a situações absurdas, como dizer-se "faCto", "espeCtador", contaCto" e haver pessoas e alguns meios de comunicação social a escrever tudo sem "C".
Lamento profundamente este "crime" e continuo a escrever como antigamente.
De Isabel A. Ferreira a 21 de Fevereiro de 2016 às 17:20
Mas temos de lutar para deixarmos uma Língua CULTA ás gerações futuras.

Essa é que é a grande questão.
De Iranardo da Silva Waked Pontes a 17 de Outubro de 2016 às 21:12
Eu vou continuar escrevendo do mesmo jeito que sempre fiz. Nunca irei alterar o meu modo de escrever ou expressar-me. Penso que os sinais diacríticos sejam de uma importância vital para a correcta pronúncia e escrita das palavras e evitam muitas duplicidades de sentido lexicográficas (ambigüidades). É horrível toda esta reviravolta gramatical que atingiu principalmente o Brasil. Não acho correcta ou correta (como dizemos nós, brasileiros) nem mesmo a supressão do trema, que auxilia a distinção de outros grafemas ou digramas. Os acentos diferenciais são igualmente importantes na distinção entre palavras de categorias gramaticais diversas, mas idênticas na grafia. Existe uma coisinha que se chama Fonética e que deveria divorciar-se de vez em quando da Gramática e é neste momento em que os diacríticos e consoantes mudas entram em acção.
De Isabel A. Ferreira a 18 de Outubro de 2016 às 16:38
Todos nós, que amamos a Língua Portuguesa, iremos continuar a escrevê-la de acordo com a ortografia de 45, que modernizando a escrita, não a desenraizou.

O problema, Iranardo, é que estão a obrigar as nossas crianças (que não podem defender-se) a escrever incorreCTamente a língua materna.

E este é o pior crime, entre todos os crimes cometidos por quem engendrou o AO90.

Daí que tenhamos de lutar pela sua eliminação, pura e simplesmente.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar neste blog

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. SENHORES GOVERNANTES, VAM...

. «ORTOGRAFIA LUSÓFONA »

. O SILÊNCIO AO REDOR DO A...

. TODOS SABEMOS QUE O “BRAS...

. O ACORDO ORTOGRÁFICO SÓ D...

. OPOSIÇÃO EM PORTUGAL AO A...

. O UNIVERSO DOS RÉTEIS FIC...

. «É PRECISO EXIGIR A RESTI...

. ANTÓNIO COSTA DISSE: «HÁ ...

. «O ABORTO ORTOGRÁFICO DE ...

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

.ACORDO ORTOGRÁFICO

EM DEFESA DA LÍNGUA PORTUGUESA, A AUTORA DESTE BLOGUE NÃO ADOPTA O “ACORDO ORTOGRÁFICO” DE 1990, DEVIDO A ESTE SER INCONSTITUCIONAL, LINGUISTICAMENTE INCONSISTENTE, ESTRUTURALMENTE INCONGRUENTE, PARA ALÉM DE, COMPROVADAMENTE, SER CAUSA DE UMA CRESCENTE E PERNICIOSA ILITERACIA EM PUBLICAÇÕES OFICIAIS E PRIVADAS, NAS ESCOLAS, NOS ÓRGÃOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL, NA POPULAÇÃO EM GERAL E ESTAR A CRIAR UMA GERAÇÃO DE ANALFABETOS.

.BLOGUES

http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/

.CONTACTO

isabelferreira@net.sapo.pt

. AO/90 É INCONSTITUCIONAL

O Acordo Ortográfico 1990 não tem validade internacional. A assinatura (em 1990) do texto original tem repercussões jurídicas: fixa o texto (e os modos como os signatários se vinculam), isto segundo o artº 10º da Convenção de Viena do Direito dos Tratados. Por isso, não podia ser modificado de modo a entrar em vigor com a ratificação de apenas 3... sem que essa alteração não fosse ratificada por unanimidade! Ainda há meses Angola e Moçambique invocaram OFICIALMENTE a não vigência do acordo numa reunião OFICIAL e os representantes OFICIAIS do Brasil e do capataz dos brasileiros, Portugal, meteram a viola no saco. Ora, para um acordo internacional entrar em vigor em Portugal, à luz do artº 8º da Constituição Portuguesa, é preciso que esteja em vigor na ordem jurídica internacional. E este não está!
blogs SAPO