Terça-feira, 1 de Agosto de 2017

TODOS SABEMOS QUE O “BRASILEIRO” VAI PREDOMINAR NO BRASIL

 

A propósito de um texto que escrevi neste Blog, um D. Sebastião brasileiro enviou-me o comentário reproduzido adiante, que dispensava qualquer comentário, mas não resisto a responder-lhe, porque este blá-blá-blá imbuído do complexo de vira-lata, tão bem caracterizado pelo escritor brasileiro Nelson Rodrigues, diz bem da ignorância de uma parcela da população brasileira que envergonha o Brasil, como nação independente, desde 1822.

 

CULTURA.jpg

 

D. Sebastião comentou o post O QUE OS BRASILEIROS INCULTOS ACHAM DA LÍNGUA PORTUGUESA às 22:49, 31/07/2017 :

 

Acordem! Nem sem Sonho! Todos sabem que o português brasileiro vai predominar. Mas, chamo português só por convenção, pois tenho certeza que nós brasileiros e vocês portugueses não falamos o mesmo idioma. Os brasileiros deram uma identidade própria ao idioma falado e produziram uma das línguas latinas mais bonitas, mantendo a musicalidade própria das línguas românicas. Enquanto, vocês transformaram a sua língua portuguesa antiga numa das línguas com a sonoridade mais feias do mundo, com a sonoridade de uma língua da Europa oriental. Sua língua vai ficar restrita à Europa e às ex-colônias africanas. Aliás, até mesmo na Europa, ainda que estejam ensinando a "variante" européia, os estudantes logo vão se interessar pela língua dos brasileiros, adotando ela como modelo. Escreva aí o que eu estou prevendo!

 

***************************************************

 

Se ao menos este D. Sebastião não se acobardasse por detrás de um nome de Rei Português! Mas é dos cobardes não darem a cara.

 

Com isto começo por dizer que os Portugueses estão bem acordados, e nem em sonhos sonham que algum dia a língua que os Brasileiros mutilaram por mera questão anticolonialista, eivada de um inexplicável complexo de inferioridade, venha a ser língua oficial portuguesa.

 

Não chame “português” nem que seja apenas por convenção à língua que os Brasileiros utilizam, porque na verdade não passa de uma derivação oriunda da Língua Portuguesa, que foi rejeitada em 1945. E isso não é problema nosso.

 

O Brasil, depois que se libertou do jugo de Portugal, foi livre de escolher as suas políticas, a sua língua, o seu rumo, a sua evolução.

 

Não foi capaz. E isso também não é problema nosso.

 

Os Brasileiros deram uma identidade própria ao idioma português, e produziram um linguajar brejeiro, engraçado, que eu, pessoalmente, gosto bastante, quando é bem pronunciado. Tem expressões fabulosas e é agradável de ouvir. Tem musicalidade sim, mas não a musicalidade própria das línguas românicas, porque as línguas românicas são línguas integrais, e a musicalidade delas nada tem a ver com o “brasileiro”. Nem pouco mais ou menos.

 

Não é, com toda a certeza, uma das línguas latinas mais bonitas, porque nem sequer é língua. É simplesmente uma derivação da Língua Portuguesa, essa sim, uma das mais belas e ricas línguas europeias, segundo a apreciação dos povos cultos e civilizados do mundo.

 

A sonoridade da Língua Portuguesa é uma sonoridade de uma língua europeia, culta e bem estruturada. Não se distanciou das suas raízes por motivos preconceituosos, mas foi actualizada com base nas Ciências da Linguagem, que é coisa que o D. Sebastião brasileiro desconhece, por completo.

 

Quanto à escrita, a vossa derivação é um autêntico desastre, gramaticalmente e ortograficamente falando.

 

Se a Língua Portuguesa (a minha língua) ficar restrita à Europa e às ex-colónias africanas ou mesmo que ficasse restrita apenas a Portugal, será ouro sobre azul, porque isto significará que a Língua Portuguesa se libertou do aborto ortográfico, que dá pelo nome de AO90, e toda a beleza e riqueza será restituída à minha amada Língua.

 

Quanto ao que refere sobre a Língua Portuguesa ser uma variante europeia isto só pode ser anedota ou fruto da mesma ignorância que vos levou a mutilar uma Língua íntegra.

Não há variante europeia da Língua Portuguesa. A Língua Portuguesa É europeia. O que existe é uma variante abrasileirada da Língua Portuguesa, e que apenas os Brasileiros utilizam.

 

E pode tirar o seu cavalinho da chuva, porque um estudante estrangeiro que queira estudar Língua Portuguesa vem para as Universidades Portuguesas sérias, e não se interessam pela língua dos brasileiros, “adotando ela como modelo”, porque só nesta pequena frase estão erros crassos de gramática e de ortografia, e nenhum estudante que se preze vai estudar uma língua assim tão deturpada. A não ser que queira apenas aprender Português, para comunicar. É como ir aprender Inglês para os EUA, para comunicar. Eu quis aprender Língua Inglesa para saber, e frequentei Escolas Inglesas, não americanas, obviamente.

 

Consegue captar a diferença?

 

Por isso, digo-lhe: o “brasileiro” vai continuar a predominar no Brasil. E eu aplaudo. Porque não tenho nada com isso.

 

Até pode continuar a dominar na Internet, mas não como Português do Brasil, porque esse vai deixar de existir, para se tornar apenas a derivação brasileira do Português.

 

A Língua Portuguesa vai continuar a predominar em Portugal, ainda que seja apenas em Portugal, país territorialmente pequeno. Mas são nos pequenos frascos que se guardam as melhores essências. E nós, Portugueses cultos, estamo-nos nas tintas para a quantidade de falantes ou escreventes da Língua Portuguesa. O que para nós conta é a qualidade desses falantes e escreventes.

 

E mais vale poucos e bons, do que muitos e maus.

 

Escreva você aí o que eu estou a dizer! Certo?

 

Isabel A. Ferreira

 

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:36

link do post | comentar | adicionar aos favoritos
| partilhar

.mais sobre mim

.pesquisar neste blog

 

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. TODOS SABEMOS QUE O “BRAS...

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

.ACORDO ORTOGRÁFICO

EM DEFESA DA LÍNGUA PORTUGUESA, A AUTORA DESTE BLOGUE NÃO ADOPTA O “ACORDO ORTOGRÁFICO” DE 1990, DEVIDO A ESTE SER INCONSTITUCIONAL, LINGUISTICAMENTE INCONSISTENTE, ESTRUTURALMENTE INCONGRUENTE, PARA ALÉM DE, COMPROVADAMENTE, SER CAUSA DE UMA CRESCENTE E PERNICIOSA ILITERACIA EM PUBLICAÇÕES OFICIAIS E PRIVADAS, NAS ESCOLAS, NOS ÓRGÃOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL, NA POPULAÇÃO EM GERAL E ESTAR A CRIAR UMA GERAÇÃO DE ANALFABETOS.

.BLOGUES

http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/

.CONTACTO

isabelferreira@net.sapo.pt

. AO/90 É INCONSTITUCIONAL

O Acordo Ortográfico 1990 não tem validade internacional. A assinatura (em 1990) do texto original tem repercussões jurídicas: fixa o texto (e os modos como os signatários se vinculam), isto segundo o artº 10º da Convenção de Viena do Direito dos Tratados. Por isso, não podia ser modificado de modo a entrar em vigor com a ratificação de apenas 3... sem que essa alteração não fosse ratificada por unanimidade! Ainda há meses Angola e Moçambique invocaram OFICIALMENTE a não vigência do acordo numa reunião OFICIAL e os representantes OFICIAIS do Brasil e do capataz dos brasileiros, Portugal, meteram a viola no saco. Ora, para um acordo internacional entrar em vigor em Portugal, à luz do artº 8º da Constituição Portuguesa, é preciso que esteja em vigor na ordem jurídica internacional. E este não está!
blogs SAPO