Quarta-feira, 18 de Maio de 2016

VAMOS TRANSCREVER ESTE TEXTO LIDO DE ACORDO COM AS REGRAS DO AO90

Porque não se mexeu apenas na ortografia. Mexeu-se também, e inevitavelmente, no modo como se pronunciam as palavras escritas segundo este acordo do desacordo de milhares de escreventes e falantes da Língua Portuguesa.

 

Se assim não for, além de escreverem mal, falam mal também…

DESACORDO.jpg

 

Origem da imagem

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10153713994703121&set=gm.737077636395695&type=3&theater

 

 

- Tive uma grande dec’ção quando tive a perc’ção de que eu não vou mais poder ajudar nos trabalhos de casa dos meus filhos, por já não saber escrever corrêto. Ainda falei com o dir’tor da escola mas a sua reâção foi de grande susc’tibilidade e sem qualquer rec’tividade para o assunto. Como sou âtor, estou também na exp’tativa do que acontecerá nos meus esp’táculos. Será que os meus espetadores vão perceber o que digo? Estarão rec’tivos à mudança? Ou apagar-se-ão para sempre os proj’tores sobre os meus projêtos, e vou ter que arranjar trabalho noutro s’tor? Confesso que tenho algum c’ticismo em relação às minhas persp’tivas de futuro.

 

- Eu também sinto uma frâtura na minha conc’ção da língua portuguesa. Vá lá que não me chamo Bâtista, pelo que não vou ter de ser rebâtizada, mas profissionalmente estou susc’tível à mudança. Talvez tenha que dar em insp’tor, det’tive, ou até arquitêta. O certo é que não tenho qualquer atrâção por este objêto de exp’toração a que chamaram acordo, apesar de ninguém concordar com ele. Indo dirêta ao assunto, isto está a af’tar-me tanto, que só me apetece fazer algo olho por olho, língua por língua, tipo ir atrás dos intel’tuais que nos impingiram esta exc’cional cagada e inj’tar-lhes enormes objêtos fálicos erêtos, tipo reâtor nuclear pelo rêto adentro, até lhes frâturar a língua.

 

***

E é assim, tal e qual, que este texto deve ser lido, segundo as regras do acordo do desacordo de todos os portugueses, que prezam a sua Língua e a sua Identidade.

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 10:59

link do post | comentar | adicionar aos favoritos
| partilhar

.mais sobre mim

.pesquisar neste blog

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. SENHORES GOVERNANTES, VAM...

. «ORTOGRAFIA LUSÓFONA »

. O SILÊNCIO AO REDOR DO A...

. TODOS SABEMOS QUE O “BRAS...

. O ACORDO ORTOGRÁFICO SÓ D...

. OPOSIÇÃO EM PORTUGAL AO A...

. O UNIVERSO DOS RÉTEIS FIC...

. «É PRECISO EXIGIR A RESTI...

. ANTÓNIO COSTA DISSE: «HÁ ...

. «O ABORTO ORTOGRÁFICO DE ...

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

.ACORDO ORTOGRÁFICO

EM DEFESA DA LÍNGUA PORTUGUESA, A AUTORA DESTE BLOGUE NÃO ADOPTA O “ACORDO ORTOGRÁFICO” DE 1990, DEVIDO A ESTE SER INCONSTITUCIONAL, LINGUISTICAMENTE INCONSISTENTE, ESTRUTURALMENTE INCONGRUENTE, PARA ALÉM DE, COMPROVADAMENTE, SER CAUSA DE UMA CRESCENTE E PERNICIOSA ILITERACIA EM PUBLICAÇÕES OFICIAIS E PRIVADAS, NAS ESCOLAS, NOS ÓRGÃOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL, NA POPULAÇÃO EM GERAL E ESTAR A CRIAR UMA GERAÇÃO DE ANALFABETOS.

.BLOGUES

http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/

.CONTACTO

isabelferreira@net.sapo.pt

. AO/90 É INCONSTITUCIONAL

O Acordo Ortográfico 1990 não tem validade internacional. A assinatura (em 1990) do texto original tem repercussões jurídicas: fixa o texto (e os modos como os signatários se vinculam), isto segundo o artº 10º da Convenção de Viena do Direito dos Tratados. Por isso, não podia ser modificado de modo a entrar em vigor com a ratificação de apenas 3... sem que essa alteração não fosse ratificada por unanimidade! Ainda há meses Angola e Moçambique invocaram OFICIALMENTE a não vigência do acordo numa reunião OFICIAL e os representantes OFICIAIS do Brasil e do capataz dos brasileiros, Portugal, meteram a viola no saco. Ora, para um acordo internacional entrar em vigor em Portugal, à luz do artº 8º da Constituição Portuguesa, é preciso que esteja em vigor na ordem jurídica internacional. E este não está!
blogs SAPO