Quarta-feira, 28 de Abril de 2021

Augusto Santos Silva diz que o Governo mantém objectivo [leia-se erro] do Português [BR] como Língua oficial da ONU, admitindo “um caminho longo” …

 

Uma vergonhosa subserviência de Portugal ao Brasil, porque quem está interessado em ter o "brasileiro" na ONU é o Brasil. Sempre foi, e não fosse isso, entre outros motivos, o AO90 não tinha sido parido. E para tal o Brasil e Portugal contam com António Guterres um aliado de peso, nesta tentativa de impingir à ONU, não uma LÍNGUA, mas uma VARIANTE da Língua.

 

Portugal continua a ser o capacho da ex-colónia, porque os Portugueses andam a dormir. Se não andassem a dormir, e se os Professores não se acobardassem, isto não estaria a acontecer.

 

Jamais a Língua Portuguesa será Língua da ONU, se não se mandar às malvas o AO90.

 

O que o Brasil e o muito servilista governo português, na pessoa do dono e carcereiro da Língua Portuguesa, Augusto Santos Silva, pretendem é que na ONU se abanque a VARIANTE BRASILEIRA do Português. O objectivo é tão-só este. Basta navegar pela Internet, para comprovarmos que “português” é que anda por aí a tentar sobrepor-se à Língua Portuguesa. E só os cegos mentais não vêem isto, que é tão óbvio!

 

Leiam a notícia (com espírito crítico) e ACORDEM Portugueses!

 

Isabel A. Ferreira

 

ONU.png

 

De acordo com a notícia que saiu a público, Augusto Santos Silva, ministro dos Negócios DOS Estrangeiros, afirmou que Portugal mantém o objectivo de instalar o “Português” [BR] como língua oficial das Nações Unidas (ONU), porém, admitiu que o caminho para lá chegar ainda é longo.

 

[E mais longo será quanto menos português for o que se quer impor].

 

Esta afirmação foi feita durante uma conferência de imprensa para apresentar a programação das “comemorações” oficiais do Dia Mundial da Língua Portuguesa [na sua variante brasileira] instituído em 2019 pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), que este ano incluirá 150 actividades em 44 países, ou seja, irá celebrar-se o Dia Mundial da Mixórdia Ortográfica Portuguesa, que anda por aí disseminada como uma praga, porque a Língua Portuguesa será celebrada pelos Portugueses no dia 10 de Junho.

 

Augusto Santos Silva admitiu que parte desse caminho está feito porque o “português” [BR] já é língua de trabalho em algumas organizações do sistema das Nações Unidas, [quais?] dando como exemplo a própria UNESCO, que se vergou à campanha realizada em torno da VARIANTE BRASILEIRA do Português, que os restantes países ditos lusófonos, não aplicam, tendo-se violado a Convenção de Viena, de 23 de Maio de 1969.

 

Para o percurso restante, o ministro dos Negócios DOS Estrangeiros apontou a necessidade de prosseguir com a promoção global do valor da Língua Portuguesa [leia-se MIXÓRDIA PORTUGUESA] considerando muito importante que, ao trabalho do instituto Camões [predador da Língua Portuguesa] se alie o trabalho de outros países que têm instituições congéneres no universo de Língua Portuguesa nomeadamente [e APENAS] a rede Brasil Cultural, e o [inútil]   Instituto Internacional de Língua Portuguesa (ILLP).

 

Santos Silva, referiu ainda que esse trabalho permite ir codificando as diferentes variedades da língua [???] estender a rede internacional de ensino e também de criação cultural com base na nossa língua, como se isto não fosse a maior falácia de todos os tempos.

 

Por outro lado, acrescentou, que é indispensável trabalhar no próprio sistema das Nações Unidas, apontando, neste contexto, que Português [brasileiro] está já a ser ensinado, há três anos, na Escola Internacional de Línguas das Nações Unidas, em Nova Iorque, num esforço conjunto de Portugal e do Brasil.

 

[Note-se que aqui só entra BRASIL e PORTUGAL, os restantes países, ditos lusófonos, estão de fora].

 

«À medida que formos afirmando a centralidade da Língua Portuguesa [brasileira] em escolas internacionais, maior é a projecção», disse Santos Silva, apontando igualmente a importância para este esforço da rede das escolas portuguesas no estrangeiro, quer no ensino em “português” [do Brasil], quer na formação de professores de Língua Portuguesa [amixordizada] ou na "valorização internacional" das culturas e das literaturas feitas em “Português” [do Brasil].

 

«Isso somaria a um caminho que também estamos a desbravar e de que o primeiro grande exemplo ocorre em Londres com a primeira escola bilíngue “Português” [brasileiro] e Inglês", disse Santos Silva.

 

Questionado pela agência Lusa sobre os progressos na implantação do Português como uma das línguas oficiais da Guiné Equatorial, um dos compromissos do país na sua adesão à CPLP, Santos Silva disse que Portugal continua a apoiar os esforços deste país, que tem também o Castelhano e o Francês como línguas oficiais, [o que é uma falácia, pois na Guiné Equatorial a inclusão do Português, como Língua Oficial, foi apenas para cimentar negociatas que nada têm a ver com o uso da Língua Portuguesa.]

 

«Portugal não só tem recebido e formado funcionários da administração pública equatorial-guineense para garantir que os documentos oficiais da Guiné Equatorial se publiquem também na língua que soberanamente escolheu como as suas línguas oficiais, como também tem assegurado a presença de docentes em apoio à formação de professores e às instituições locais", disse Santos Silva, [para “inglês ver”].

 

O ministro disse ainda que Portugal é acompanhado neste esforço por outros países da CPLP, designadamente o Brasil [e apenas o Brasil] e pela própria organização lusófona [quem mais?]

«Esperamos que, em resultado desse esforço, o compromisso que a Guiné Equatorial assumiu seja cumprido», concluiu Santos Silva.

 

[Bem podem esperar sentados, porque a Guiné Equatorial está-se nas tintas para a mixórdia linguística que lhes querem impingir.]

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:17

link do post | comentar | adicionar aos favoritos
partilhar
comentários:
De Ana a 5 de Maio de 2021 às 13:15
Não entendo esse servilismo de Portugal em relação a um país que fomenta a lusofobia e que comemora sempre quando o brasileiro se sobrepõe ao português. Essa gente não lê comentários dos brazucas na Internet? Eles não escondem os seus planos de ninguém. Fazem pouco do nosso português, dizem que é uma língua feia e que tem de ser destruída e substituída pela bonita língua brasileira que tem influência de povos 'superiores' (os indígenas e africanos, obviamente). E pior, os próprios portugueses deixam e acham certo o abrasileiramento do português porque o brasileiro é mais simples. E ainda dão a nossa língua de barato, dizendo que a nossa língua é deles porque eles são 200 milhões e nós apenas somos 10 milhões e pico. Ao que isto chegou! Não quero viver num mundo destes que não só andou a destruir a cultura indígena como agora quer destruir a sua própria! Portugal sempre teve este triste fado de ser governado por bestas, independentemente do regime político, mas o povo português é que paga pelos erros da 'elite'. Já na colonização foi assim. Quem andou a matar e a roubar foi a nobreza portuguesa, mas quem os brasileiros odeiam é o povo português que nunca saiu da sua terra, foi roubado, tanto como eles foram, e explorado. O povo português não ganhou nada com a colonização, nada, só as elites. Mas agora, num gesto de vingança, querem destruir a nossa língua e cultura.
Ainda há dias li uma notícia de as crianças portuguesas falam brasileiro devido aos Youtubers brasileiros que elas assistem. O povo brasileiro achou engraçado e disseram que era bem feito. Esse Santos Silva e outros burros que nos governam não vêem isso??? Não andam na Internet a ler os comentários dos jovens brasileiros? Não? Mas deveriam! Porque eles são o exemplo mais claro da lavagem cerebral perpetrada nas escolas brasileiras que disseminam e fomentam a lusofobia num claro implemento da ideologia maçónica brasileira que os ingénuos pensam que é de esquerda.
De Isabel A. Ferreira a 5 de Maio de 2021 às 16:18
Não entende a Ana, nem entendo eu, nem entende todos os que têm, pelo menos, um neurónio a funcionar.
Adorei o seu comentário, porque diz a verdade nua e crua, sem poupar nas palavras.

Algures, neste meu Blogue, já abordei esta matéria, mais ou menos nos seus termos, porque sou das que vão ao YouTube ler os comentários dos brasileiros. Mas nem precisava de ir ao YouTube para sentir essa lusofobia, pois estudei em escolas brasileiras e, desde os professores (não todos, obviamente) a alunos, já com uma boa lavagem cerebral, a lusofobia está presente, e com ela a deturpação da História comum aos dois países, que tive de “engolir” como se engole um vomitado. Um absurdo!

Depois temos a infiltração da Variante Brasileira do Português, Língua Brasileira ou Dialecto Brasileiro (vai dar tudo ao mesmo), em tudo e mais alguma coisa, por aí na Internet, ainda que numa linguagem muito mal-amanhada, tão afastada do Português, que do Português sobra pouca coisa, uma vez que a ortografia, o léxico, a morfologia, a sintaxe, a semântica são completamente diferentes. e se passarmos à fonética, então é que temos uma outra língua, que nem é boa, nem é má, é simplesmente diferente, outra língua.

Contudo, como temos uns governantes, da espécie reptiliana, lá vamos cantando e rindo, levados, levados sim, por uma ignorância sem fim…

Obrigada, Ana, pelo seu preciso testemunho.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar neste blog

 

.Junho 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Ainda no rescaldo do dia...

. Hoje celebrarei, a três t...

. “Neo(i)logismos” – uma ex...

. «Pronome no lugar certo é...

. Celebrar o quê no Dia Mu...

. «A Língua Portuguesa no s...

. Por via da “igualdade de ...

. Diz o autor Helder Guégué...

. «“Como num programa de te...

. «Uma celebração da Língua...

.arquivos

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

.Acordo Ortográfico

A autora deste Blogue não adopta o “Acordo Ortográfico de 1990”, por recusar ser cúmplice de uma fraude comprovada.

. «Português de Facto» - Facebook

Uma página onde podem encontrar sugestões de livros em Português correCto, permanentemente aCtualizada. a href="https://www.facebook.com/portuguesdefacto/" target="_blank">https://www.facebook.com/portuguesdefacto/

.Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt

. Sobre a grafia utilizada neste Blogue

Este Blogue rejeita automaticamente a grafia brasileira, preconizada pelo falso acordo ortográfico de 1990, que foi imposto ilegalmente aos Portugueses. Este Blogue adopta a Língua Oficial de Portugal – a Língua Portuguesa, na sua matriz culta e europeia - na grafia de 1945, a que está em vigor. Grafia brasileira só em textos escritos por Brasileiros.

.Os textos assinados por Isabel A. Ferreira, autora deste Blogue, têm ©.

Agradeço a todos os que difundem os meus artigos que indiquem a fonte e os links dos mesmos.
blogs SAPO