De Ana a 19 de Maio de 2021 às 15:46
O problema é que esse Acordo já foi avante em Portugal e está em vigor há mais de 10 anos. E não há vontade de nenhum dos politiqueiros de taberna que nos governam em voltar atrás. Isso seria admitir o erro, e isso eles nunca irão conceber, pois o ego deles é do tamanho da sua burrice, ou seja, ENORME! E a maioria dos portugueses, principalmente os jovens e a comunicação social, escrevem quase todos com o novo aborto ortográfico. Nalgumas empresas é até norma. Infelizmente, penso que não tem mais volta, porque há falta de vontade política em quebrar o acordo (não há nenhum líder político português que seja assumidamente contra, que eu saiba) e das gerações mais novas, deslumbradas com a uniformização da escrita, com os milhões de falantes, da maior facilidade na escrita devido ao assassínio de consoantes não sonoras e um desejo forte de se assemelharem ao máximo com o gigantesco e amado Brasil.
De Isabel A. Ferreira a 19 de Maio de 2021 às 19:12
Ana, desculpe discordar de si.

Ainda que passem mais dez anos, a estupidez de ficar com um arremedo de ortografia, não há-de vencer, porque NÓS não vamos permitir. É tudo uma questão de se querer e de tempo. As gerações mais novas NÃO estão deslumbradas com algo que NÃO existe: a uniformização da escrita. Não existe uniformização e jamais existirá.

Cada um escreve como quer, é certo, e isto é algo que caracteriza um país sem rei, nem roque, cheio de políticos irresponsáveis, incompetentes e com visão curta; além disso jamais se assemelharão ao gigantesco e amado Brasil, porque, em breve, a Língua deles será a Brasileira, que nem é boa, nem é má, é apenas DIFERENTE, por isso é OUTRA língua.

E Portugal ficaria (não fica, nem ficará) com uma MIXÓRDIA linguística, que nem é boi, nem é vaca, nem é peixe, nem é carne?

NÃO! Isto NÓS não vamos permitir, nem que tenhamos de correr a “pontapés” (modo de dizer), os políticos casmurros e ignorantes, cegos, surdos a TODAS (e são milhares) as vozes da RAZÃO.

Ou vamos permitir que a ignorância, a estupidez e a casmurrice sejam vitalícias na Assembleia da República?
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.