Segunda-feira, 30 de Dezembro de 2019

«Em 2020, Ricardo Araújo Pereira deseja “uma ortografia que faça sentido”»

 

Penso que todos os Portugueses, portadores de espinha dorsal (série de vértebras articuladas ao longo do corpo, que nos permite andar na vertical, e não a rastejar pelo chão como vermes) desejam que em 2020 nos seja devolvida a ortografia que nos pertence: a PORTUGUESA, a ortografia de 1945 que, aliás, ainda está em vigor, porque é essa que faz sentido, em Portugal.

 

A ortografia de 1943, a alvitrada pelo AO90, só faz sentido no Brasil, de onde é originária.

 

A ortografia brasileira (= AO90) nada tem a ver com as origens greco-latinas do NOSSO Português.

 

Daí que já vai sendo tempo de acabar com esta farsa desprestigiante para Portugal, o único país ex-colonizador do mundo que rasteja aos pés de uma ex-colónia.

 

Vejam o vídeo para ouvirem a voz da Razão:

https://www.facebook.com/watch/?ref=external&v=555344331713408

 

governo-sombra-770x470-tmce.jpg

 

Ainda a este propósito e ao facto de Adolfo Mesquita Nunes "não aguentar o julgamento de uma risquinha vermelha" eis o que escreveu a escritora Teolinda Gersão:


«Caro Adolfo Mesquita Nunes, fiquei muito surpreendida ao ouvi-lo dizer no Governo Sombra que obedece à ortografia que o seu programa de word lhe "impõe"!! Então não pode mudar de programa de word? Ou, em último caso, por que não corrige os erros do computador, de acordo com a SUA ortografia?

É o mínimo que se pode esperar de um homem que defende a liberdade individual de pensar pela sua própria cabeça!»

 

in:

https://www.facebook.com/teolinda.gersao50/posts/2509576002472876?hc_location=ufi

 

https://tvi24.iol.pt/videos/opiniao/adolfo-mesquita-nunes-nao-aguenta-o-julgamento-de-uma-risquinha-vermelha/5dfd5f7f0cf2853f0740ad94

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:32

link do post | comentar | adicionar aos favoritos
partilhar

.mais sobre mim

.pesquisar neste blog

 

.Julho 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Com o Acordo Ortográfico ...

. AO90 (e não só): «Existe ...

. «Posição sobre o acordo o...

. Quando os órgãos do Poder...

. Iniciativa Legislativa de...

. Partido Ecologista “Os Ve...

. «Abraços do Brasil sem ex...

. Senhor Presidente da Repú...

. «Caras Filiadas e Filiad...

. Em Portugal, a imposição ...

.arquivos

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

.Acordo Ortográfico

A autora deste Blogue não adopta o “Acordo Ortográfico de 1990”, por recusar ser cúmplice de uma fraude comprovada.

. «Português de Facto» - Facebook

Uma página onde podem encontrar sugestões de livros em Português correCto, permanentemente aCtualizada. a href="https://www.facebook.com/portuguesdefacto/" target="_blank">https://www.facebook.com/portuguesdefacto/

.Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt

. AO/90 é uma fraude, ilegal e inconstitucional

O Acordo Ortográfico 1990 não tem validade internacional. A assinatura (em 1990) do texto original tem repercussões jurídicas: fixa o texto (e os modos como os signatários se vinculam), isto segundo o artº 10º da Convenção de Viena do Direito dos Tratados. Por isso, não podia ser modificado de modo a entrar em vigor com a ratificação de apenas 3... sem que essa alteração não fosse ratificada por unanimidade! Ainda há meses Angola e Moçambique invocaram oficialmente a não vigência do acordo numa reunião oficial e os representantes oficiais do Brasil e do capataz dos brasileiros, Portugal, meteram a viola no saco. Ora, para um acordo internacional entrar em vigor em Portugal, à luz do artº 8º da Constituição Portuguesa, é preciso que esteja em vigor na ordem jurídica internacional. E este não está!
blogs SAPO