De Jorge Pacheco de Oliveira a 27 de Março de 2022 às 14:09
Há dias, numa conversa entre amigos, surgiu o problema do “para” e do “pára”. Embora nenhum dos elementos do grupo fosse adepto do AO90, um deles levantou uma questão curiosa.

Dizia ele que palavras como “cara” e “tara” são lidas com acentuação na primeira sílaba sem necessitarem de nenhum acento agudo.

Por sinal, percorrendo o abecedário para a primeira letra encontram-se mais como “jara”, “mara”, “rara”, “sara” e “vara”…

Por que razão não acontece o mesmo com “para” ? Será apenas porque, sem acentuação na primeira sílaba, nenhuma das outras palavras desta forma tem significado?

Se assim é, seria oportuno usar estas construções para justificar a necessidade de distinguir "para" e "pára" com um acento agudo na forma verbal.

Cumprimentos
Jorge Pacheco de Oliveira
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.