Sexta-feira, 22 de Abril de 2022

«Em Defesa da Ortografia XLVI», por João Esperança Barroca

 

«Para cúmulo da infelicidade, veio o Acordo Ortográfico de 1990 (AO90), de muito discutíveis méritos intrometer-se neste cenário. Trata-se de um produto mal-enjorcado, elaborado em cima do joelho, rejeitado por todas as entidades então consultadas.

 

[…] Daí que para nós, portugueses, seja tremendamente frustrante tentar convencer um brasileiro de que, na nossa fala, soam diferentes “coação” e “coacção”, “corretor” e “corrector”, “andamos” e “andámos”, “para” e “pára” e outros pares. O português europeu dispõe, na realidade, de mais sons distintivos, contrastivos, do que o brasileiro. Pois bem: tudo isso é negado, trucidado, por um Acordo tecnicamente inapresentável...»

Fernando Venâncio, linguista e escritor em O Português à Descoberta do Brasileiro

 

«Para baralhar ainda mais as almas, uma série de iluminados universitários, políticos decadentes e editoras que descobriram uma mina de ouro criou um Acordo Ortográfico que Portugal usa orgulhosamente só, enquanto cada ramo do português vai fazendo o seu caminho. No meio do caos todos os governantes assobiam para o ar.»

Fernando Sobral, jornalista, em 22 de Fevereiro no Jornal Económico

 

«Eu acho que esse acordo [ortográfico] foi mais uma “bobajada” dessas feitas ninguém sabe direito porquê nem para quê. Tiraram alguns acentos importantes […], então ainda acontecem frases que ficam ambíguas. Você não sabe se o “para” é preposição ou do verbo parar. Essas reformas, na minha opinião, significam pouco. Como escritora, zero, porque continuo escrevendo do modo que escrevia […].»

Lya Luft, escritora e tradutora brasileira

 

PÁRA - 1.jpg

Quis o acaso que as duas citações que encimam o artigo deste mês de Abril (que, mesmo usando o nefasto AO90, deve ser grafado com maiúscula quando se refere ao 25 de Abril) se iniciasse com a preposição para. Com a aplicação do AO90, como estipula o ponto 9.º da Base IX: «Prescinde-se, quer do acento agudo, quer do circunflexo, para distinguir palavras paroxítonas que, tendo respectivamente vogal tónica / tônica aberta ou fechada, são homógrafas de palavras proclíticas. Assim, deixam de se distinguir pelo acento gráfico: para (á), flexão de parar, e para, preposição; […]

 

PÁRA - 2.png

 

Exactamente. Deixam de se distinguir. E aqui o texto do AO90 foi algo premonitório. Dando uma rápida vista de olhos por alguns jornais (digitais) dos últimos tempos, tropeçamos e respigamos títulos ou frases como: Quem pára Mbappé? (A Bola, 22/03/22); Bagaço a mais pára lagares no Alentejo (Correio da Manhã, 17/12/21); Magnus  Andersson pára o jogo (O Jogo, 18/11/21); Simeone pára o treino do Atlético Madrid… (Record, 11/08/21); Travante Williams pára seis semanas (A Bola, 19/03/22); Condutor de carrinha com seis ucranianos não pára na fronteira da Roménia (Correio da Manhã, 17/03/22); Florian Wirtz pára sete meses (Record, 14/03/22); José Mourinho não pára de me surpreender (A Bola, 18/03/22); Renato Sanches pára três semanas por lesão (Record, 12/03/22); Dário Essugo: o clone de Palhinha que não pára de fazer história (Record, 06/03/22); O guarda-redes do Benfica pára um remate perigosíssimo de longe (Record, 06/03/22); Elina Svitolina escreve emocionada carta à Ucrânia: O meu coração não pára de sangrar.” (Record, 27/02/22); Na casa gilista o trabalho não pára (A Bola, 22/03/22); É certo que o campeonato agora pára (A Bola, 22/03/22); Brest não sabe onde pára o argelino (A Bola, 01/04/22); Alto e pára o carro! (Nascer do Sol, 02/04/22). Que fizeram os jornalistas na redacção de todas estas notícias? Mandaram, adrede (olá, Manuel Monteiro!), o AO90 às urtigas e optaram pela grafia que torna todas estas frases inteligíveis. Isto é: errando, acertam.

 

Mas o COEC (Caos Ortográfico Em Curso) presenteia-nos ainda amiúde com pérolas como: Kaio Jorge para 4 semanas (A Bola, 23/08/21); Ritual indonésio para a chuva (Record, 20/03/22); O onze do Sporting para o jogo com o Marítimo (Record, 26/02/22); Conceição para a história (Record, 29/03/22). Aqui, os jornalistas seguiram à risca o AO90 e criaram frases dúbias. Kaio Jorge pára 4 semanas ou está apto durante esse período de tempo? O ritual indonésio é para que chova ou para que pare de chover? O onze do Sporting decide parar o jogo ou é o que está escalado para esse jogo? Conceição pára a história ou entra nela?

 

CONTATÁ-LO.jpg

Quando confrontados com estas e outras aberrações como as que se seguem: para-brisas; para-choque; para-chuva; para-águas; para-fogo; para-vento; paraquedas; para-arranca, os acordistas assobiam para o lado ou remetem-se ao silêncio. O silêncio dos coniventes.

 

João Esperança Barroca

 

PÁRA - 3.jpg

TRAVANTE WILLIAMS PÁRA SEIS SEMANAS 

BASQUETEBOL 19-03-2022 14:25

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:34

link do post | comentar | adicionar aos favoritos
partilhar

.mais sobre mim

.pesquisar neste blog

 

.Junho 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
16
18
20
23
25
27
28
29
30

.posts recentes

. Pausa para Férias

. Cogitações da “Corujinha”...

. Em defesa da Ortografia (...

. Cogitações da "Corujinha"...

. “A eterna questão ortográ...

. O Grito do Ipiranga da Va...

. A insanidade acordista no...

. Desde ontem que o Grupo N...

. O “10 de Junho”, a Língua...

. Celebremos, hoje, a Língu...

.arquivos

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

.Acordo Ortográfico

A autora deste Blogue não adopta o “Acordo Ortográfico de 1990”, por recusar ser cúmplice de uma fraude comprovada.

. «Português de Facto» - Facebook

Uma página onde podem encontrar sugestões de livros em Português correCto, permanentemente aCtualizada. https://www.facebook.com/portuguesdefacto

.Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt

. Comentários

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome. 2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas". 3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.

.Os textos assinados por Isabel A. Ferreira, autora deste Blogue, têm ©.

Agradeço a todos os que difundem os meus artigos que indiquem a fonte e os links dos mesmos.
blogs SAPO