comentários:
De Diana Coelho a 7 de Agosto de 2021 às 13:35
Vamos continuar a insistir nesta mentira de Estado enquanto os acordistas insistirem na incoerência do NAO. Eles insistem na existência de uma unificação da língua mas onde é que ela está? Não a vejo. Ninguém a vê. A incoerência do NAO é tão notória que não há lugar a unificação. E qual é o objectivo dessa unificação tão mal defendida pelos acordistas?
De Isabel A. Ferreira a 7 de Agosto de 2021 às 16:43
Cara Diana Coelho, o objectivo da pretensão gorada da defesa de uma pseudo-unificação de grafias entre Brasil e Portugal, defendida pelos acordistas, é mais político do que económico, e absolutamente NADA linguístico.

Não existe e jamais existirá, unificação alguma, porque apenas gente de muita má-fé vislumbra tal possibilidade.

De modo que, teremos de continuar a lutar, até que a bolha rebente, e os acordistas vão todos pelo ar.

Comentar post