comentários:
De Maria João Brito de Sousa a 30 de Novembro de 2017 às 18:26
Profundamente de acordo consigo e profundamente em desacordo com o AO 90.

Maria João
De Isabel A. Ferreira a 30 de Novembro de 2017 às 19:54
Penso que todos os que AMAM verdadeiramente a Língua Portuguesa amam e defendem a sua Matriz Culta e Europeia. Por que carga d'água deveríamos defender a ortografia brasileira em detrimento da NOSSA?

Só se fôssemos parvos.
De Maria João Brito de Sousa a 30 de Novembro de 2017 às 19:59
Tem toda a razão, Isabel!
Sem a Matriz Culta e Europeia da Lingua, prevejo uma verdadeira Babel ortográfica, tal como a Isabel.
De Isabel A. Ferreira a 1 de Dezembro de 2017 às 10:27
A babel ortográfica já se instalou em Portugal, e apenas em Portugal, porque mais nenhum país lusófono se vergou à parvoíce de um "acordo" que nem sequer é acordo, e apenas uma minoria inculta o adoptou em Portugal, porque é mais simples escrever como se fala (e como se fala mal!) do que ESTUDAR a Língua Portuguesa na sua Matriz Culta e Europeia e escrevê-la tal como os Ingleses escrevem a Língua Inglesa, os Alemães, a Língua Alemã, os Franceses, a Língua Francesa, os Espanhóis, a Língua Castelhana.
Apenas os portuguesinhos, em Portugal, são incapazes de PENSAR a Língua.
De Maria João Brito de Sousa a 1 de Dezembro de 2017 às 10:47
PENSAR a Língua, sondá-la, modelá-la e modulá-la tem sido o que me tem mantido presa à vida nestes últimos anos, apesar da crescente falta de saúde ...entendo-a bem, Isabel.
De Isabel A. Ferreira a 1 de Dezembro de 2017 às 18:39
Pois... é que PENSAR a Língua dá muito trabalho... e nem todos têm essa capacidade.
Bem-haja por ser daquelas que PENSAM a Língua. Daí o mérito dos seus prémios.
As melhoras. Um Abraço.
De Maria João Brito de Sousa a 2 de Dezembro de 2017 às 09:38
Um forte abraço,Isabel! Obrigada!

Comentar post