comentários:
De Prof. Martelo a 12 de Outubro de 2021 às 12:37
Primeiro peço desculpas pelas calinadas ao português , é um erro típico meu trocar "ses" por "-se"

Fui à procura do Livro do embaixador Carlos Fernandes, o senhor morreu (1922-2019).

Encontrei várias coisas interessantes , por exemplo um livro sobre Aristides Sousa Mendes .

Queria só acrescentar que felizmente vivemos numa democracia e que somos livres de ter a opinião que quisermos e que felizmente parece que ninguém liga à sua opinião nem à de Carlos Fernandes e que se procurar na Internet por "em defesa do AO90" encontra muitos artigos e pessoas que o defendem. Eu sou a favor do AO90 expecto quando é estúpido , como o Ricardo Araújo Perreira explica e também sou a favor de correções e melhorias ao AO .

Cumprimentos
De Isabel A. Ferreira a 12 de Outubro de 2021 às 16:16
Exmo. Sr. Prof. Martelo,

Se é um “erro típico” seu trocar “ses” e “-se”, já deveria ter tentado corrigir esse “erro típico”, porque para andar por um Blogue, dedicado à Língua Portuguesa, não se deve vir desprevenido de conhecimentos de Português. É o mínimo que se pede.

Foi à procura do Livro do Embaixador Carlos Fernandes e diz-me que ele morreu. O Embaixador, sim, infelizmente, morreu (e que Deus o tenha na sua Santa Paz, pelo contributo positivo que deixou numa vida dedicada à Cultura e à evolução da sociedade). Porém, o livro dele NÃO morreu. É óbvio que o prof. Martelo não o LEU, nem teria tempo, de ontem, para hoje, tê-lo comprado e lido. E porque vejo que não o leu? Porque fala em OPINIÕES, e nem o Embaixador nem eu escrevemos com base em opiniões, mas sim com base em FACTOS mais do que comprovados. FACTOS. E contra FACTOS não há argumentos.

E quando diz que ninguém liga à minha opinião nem à de Carlos Fernandes, diz bem. Pois se nem eu nem o Embaixador Carlos Fernandes emitem opiniões sobre esta matéria!!! Está a ver? Está claro que quem vê “opiniões” em vez de FACTOS, no que escrevemos, sofre de uma considerável ILITERACIA, uma maleita muito disseminada, em Portugal. os que não sofrem dessa maleita, GARANTO-LHE que têm em conta TUDO o que se escreve e se CITA neste Blogue.

Também quem procura na Internet “em defesa do AO90” e encontra “muitos” artigos de pessoas que o defendem, precisa de óculos. São poucos os que defendem o AO90, publicamente. E os que publicamente defendem o AO90 demonstram uma ignorância tal, baseada na cassete riscada oficial, que são logo descredibilizados por quem apresenta FACTOS, pois o que os “defensores” do AO90 apresentam não são ARGUMENTOS, nem factos, são paralogismos assentes numa ignorância descomunal. Mas há quem OPTE por essa ignorância, de livre e espontânea vontade, pelos motivos mais óbvios: é que o AO90 foi criado para facilitar a vidinha das pessoas que têm uma gigantesca dificuldade em aprender a escrever e falar Português. E isso está sobejamente documentado por aí, nos textos escritos numa mixórdia ortográfica de envergonhar as pedras da calçada portuguesa, nomeadamente nas televisões, em jornais e revistas acordistas e (brade-se aos céus!!!!) em documentos OFICIAIS. E a falar, então, é uma miséria franciscana.

Vamos lá agora aos finalmentes. Diz o prof. Martelo: «Eu sou a favor do AO90 EXPECTO quando é estúpido, como o Ricardo Araújo PERREIRA explica e também sou a favor de correções [em PT correCções] e melhorias ao AO.»

Ainda que quisesse dizer excePto, uma vez que é acordista, deveria escrever “EXCETO” (que se lê “êxcêtu”, seja lá o que isto for), e aqui temos algo muuuuito estúpido, que nem o editor brasileiro Antônio Houaiss, o engendrador-mor do AO90, se lembrou de sugerir, daí a “brincadeira” do RA PERREIRA.

O prof. Martelo diz que é a favor do AO90, mas também é a favor de “correCções e melhorias”, contudo, saiba que o AO90 NADA tem que se aproveite, nem para corrigir ,nem para melhorar. O AO90 é tão, mas tão estúpido, que é considerado o CÚMULO da estupidez.

E se quer ficar com um panorama do que pensam os Portugueses Cultos, os Brasileiros Cultos e os Africanos de Expressão Portuguesa Cultos, consulte este link, onde estão TODOS incluídos:

https://olugardalinguaportuguesa.blogs.sapo.pt/o-que-os-portugueses-cultos-pensam-33885


E já agora, insisto para que LEIA o livro do Embaixador, porque o livro, além de estar VIVO, diz da inutilidade e da idiotice, de um “acordo” que nem sequer é acordo, ninguém pediu, e só serve os interesses obscuros de políticos e editores e os seus muito acríticos e subservientes seguidores (a tal carneirada e parvos).

Para finalizar, deixo-o com uma citação, que poderia ser minha, mas não é, embora concorde com ela:

«O que se passa é a falta de investimento no ensino da Língua Portuguesa e o facilitismo na progressão no ensino secundário para evitar as, agora chamadas, "retenções" (Ah! Ah! Ah!). O AO90 é absolutamente irresponsável, mas apoia-se na iliteracia que é evidente no país e cuja "incubadora" (para usar outro meme na moda) tem sido a ignorância que é maioritária.»

Se o prof. Martelo com tudo o que já lhe disse, ainda não ficou esclarecido, aqui estarei, para o esclarecer, pois é essa a minha função.

Comentar post