De Sarin a 5 de Junho de 2020 às 19:32
Boa tarde, Isabel.
Li o comentário e não o entendi assim ofensivo, mas reconheço que as sensibilidades são distintas.
Não sei a que galicismos a Isabel se refere; parece-me que, e atendendo à motivação invocada para o AO90, serão antes anglicismos. Desnecessários, uma vez que muito poucos são específicos da área informática.
Surpreendeu-me ler-lhe o "jogar fora" sem itálico, pelo que presumo ter sido usado natural e inconscientemente - o que é de estranhar em quem defende a Língua Portuguesa contra uma eventual colonização pelo dialecto brasileiro. Porque não deitar fora ou descartar? Contrariamente à Isabel, nada tenho contra as variantes do Português e acho que cabem todas nesta nossa Língua que volta e meia é aviltada por portugueses com acordos estranhos. Por portugueses, Isabel, pois foram portugueses que assinaram e ratificaram o AO90 - e ninguém lhes impôs fosse o que fosse.

"Ou os Brasileiros não são capazes de escrever em Inglês, os vocábulos próprios da tecnologia informática, por ter muitas consoantes não-pronunciáveis, e querem reduzi-la ao básico e traduzi-la inabilmente?"
Isto, sim, é um desaforo, Isabel! Porquê generalizar quando sabemos que, também lá, muitos discordam desta solução? E porque não traduzir o que for traduzível? Cf. escrevi acima, muito poucos vocábulos do jargão são neologismos. Já agora, e uma vez que é tão zelosa na correcção de gralhas, reveja a frase - ou os artigos concordam com o Inglês, ou muda para Língua Inglesa ;)
Cumprimentos
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.