Domingo, 3 de Janeiro de 2021

Ano novo, luta velha, porque a guerra ao AO90 continuará até que algum iluminado e democrático governante tenha a lucidez de pôr fim à anormalidade instalada em Portugal

 

«Não usarei este AO90 por não ser normal…»  

 

Quem o diz é um Professor:

 

«Por cá, as luminárias políticas, que se dobram em salamaleques de obediência estúpida a valores que nada têm a ver com cultura, querem impor um acordo protervo, iníquo, vil e pérfido. Muitos dos nossos agentes políticos (nomeadamente os que ainda estão na governação) não sabem proferir uma frase em condições, proferem "acórdos", "precaridade" e outras bojardas que tais. São os mesmos que acham de bom tom falar na "alavancagem da economia", no "élan dos mercados", no "respaldo das reformas" e etc.. Não usarei este AO90 por não ser normal nem profícuo para a nossa Língua. E sempre posso usar o artigo 21 da CRP...»

 Mário Ribeiro Caiado

***

Mário Ribeiro Caiado é um homem com a mente bem aberta! “Gandarês de gema” – como se auto-intitula, este professor que já dá aulas há 41 anos – a maior parte do tempo em Vale de Cambra, onde reside – define-se um homem “muito curioso”, que enveredou pela área das línguas, pois a cultura em geral e a “origem das palavras” sempre o apaixonou. Formado em Filologia Germânica, deu – e ainda dá – aulas de Inglês, Alemão, Espanhol e Português. Mais sobre Mário Ribeiro Caiado, neste link:

http://miraonline.pt/um-homem-com-a-mente-bem-aberta/

 

O AO90 gerou uma anormalidade intrínsica e extrínseca a ele. É de lamentar que os restantes professores portugueses não tivessem usado o Artigo 21 da Constituição da República Portuguesa: Direito de Resistência, para pôr fim a esta anormalidade.

 

Barack Obama.png

 

Pois é, o Povo ainda não se apercebeu de que os governantes são nossos serviçais, porque somos nós que lhes pagamos os salários, para que nos governem a Casa, ou seja, o País, tarefa que eles cumprem mal e parcamente.   Por sua vez, os governantes não têm a noção de que são nossos serviçais, julgando-se uns deuses, e fazem o que bem entendem em proveito dos lobbies a quem servem mais do que ao Povo e a Portugal.

 

A Educação está um caos. Mas é o caos na Educação que convém aos governantes, porque, desse modo, manterão o povo domesticado. Um Povo instruído e educado não se verga aos políticos, como uma boa fatia do povo português se verga, por falta de instrução, educação e cultura.

 

Nelson Mandela.jpg

 

Eu já fui professora de Língua Portuguesa. Mas já não sou, infelizmente.

 

Porque se fosse, ter-me-ia RECUSADO a ensinar DISPARATES aos meus alunos, como me recusei a ensinar DISPARATES HISTÓRICOS, quando dei aulas de História, e isto no ano lectivo de 1973/74, era eu ainda bacharel, e estava debaixo das patorras da ditadura.

 

Depois veio o 25 de Abril, e acabaram com a História. Puseram-nos a dar uma disciplina, na qual tínhamos de INVENTAR a matéria: Alimentação, Habitação e Vestuário.

 

Foi então que decidi abandonar o Ensino, por andar às turras com o SISTEMA. Ainda tentei resistir, contudo, a aversão de servir um Sistema caduco, que, apesar da Revolução de Abril, continuou com um pé enterrado no passado, foi mais forte.

 

Ainda hoje continuo às turras com o Sistema, pelos mesmos motivos e por muitos outros. Sem regalias. Sem reforma. Sem subsídios. Nada devo ao Estado. O Estado deve-me tudo, até porque o ajudo a pagar os salários dos que (des) governam o meu País.

 

Dediquei-me ao Jornalismo Freelance, para continuar a lutar por DIREITOS e pela nova Constituição da República Portuguesa, gerada pela Revolução de Abril, e que os governantes não cumprem.

 

É que se quisermos entrar na engrenagem, que faz avançar o mundo, é preciso, antes de mais, aprendermos a perder regalias.

 

E eu perdi regalias, mas não perdi a minha liberdade, e tenho a certeza de que já contribuí bastante para agitar as águas, no meu País, infelizmente muito estagnado, para o meu gosto,  no que diz respeito à evolução de mentalidades.

 

Portugal jamais será um grande PAÍS enquanto as mentalidadezinhas forem pequenas, e continuarmos a falar e a escrever anormalmente a Língua que é a nossa: a Portuguesa, a Indo-europeia, a Românica, a Greco-latina.

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 17:24

link do post | comentar | adicionar aos favoritos (2)
partilhar
Quarta-feira, 6 de Novembro de 2019

O processo da denúncia das fraudes cometidas por diferentes governos, relativas ao AO90, começou no Blogue "O Lugar da Língua Portuguesa”, mas será encerrado noutro lugar…

 

… porque neste Lugar, onde se pugna pela objectividade; onde se apresentam factos corroborados, mas também opiniões de gente lúcida; e onde a jurisprudência (ciência do Direito e da Legislação) fala mais alto do que qualquer delírio político, não há lugar para ambiguidades, nem para obstáculos, nem para mistérios.

 

Tudo neste Blogue é uma questão de Justiça, e uma vez que o meu compromisso é essencialmente para com os meus leitores, impõe-se que eu justifique o mencionado no título desta publicação.

 

Justiça.png

 

A gigantesca iliteracia que impediu a interpretação acertada dos textos que denunciam a gigantesca fraude que envolve o AO90, e que já foram publicados neste Blogue, obrigou-me a um indispensável esclarecimento, que me pareceu pertinente, uma vez que muitos foram os meus “leitores-predadores” (não confundir com os meus leitores) que me acusaram de estar a inventar estas fraudes e de as assinar como Conselho Internacional de Oposição ao Acordo Ortográfico de 1990.

 

Daí que nada mais natural do que vir a público esclarecer o que aos olhos de alguns não estava claro, e andavam a difundir mentiras, também porque abomino que me acusem de coisas que não faço, nem sou, e aproveitei, igualmente, a ocasião para pôr os pontos em certos iis, para que não houvesse qualquer dúvida.

 

Esse esclarecimento pode ser consultado neste link:

 

https://olugardalinguaportuguesa.blogs.sapo.pt/indispensavel-esclarecimento-sobre-as-210437?tc=23054038402

 

Acontece que o CIO-AO1990 não gostou da minha justificada atitude.

 

Por conseguinte, como a autora do Blogue sou eu, eu é que estou a dar a cara por esta causa, eu é que recebo as acusações dos leitores-predadores, que andavam a disseminar mentiras, logo, não tendo patrões, não recebo ordens de ninguém. Aliás, devo dizer que no tempo em que tinha patrões, se eu não concordasse com a ordem, recusava-me a cumpri-la, ainda que me despedissem (no entanto nunca fui despedida por este motivo, mas já o fui por incomodar políticos e lobbies).

 

Acontece que isto gerou um qui pro quo entre a minha pessoa e o CIO-AO1990, e, como não gosto de qui pro “quos”, decidi não colaborar mais com este Concelho.

 

Tal significa que as denúncias vão prosseguir, porque ainda falta denunciar a parte mais fraudulenta, provavelmente noutro lugar, num lugar, naturalmente muito mais adequado do que este modesto Blogue, com uma blogueira muito insubmissa.

 

Entretanto, será dado um próximo passo no combate a esta fraude, em que está envolvido o AO90 que, nem que chova raios e coriscos, não há-de ficar impune.

 

 As denúncias das fraudes podem ser consultadas, nestes links:

 

«Governos de Sócrates e Lula mentiram sobre o Acordo Ortográfico»

 (Parte I)

«Acordo Ortográfico de 1990 nu nca entrou em vigor»

(Parte II)

«São Tomé e Príncipe nunca entrou no «Acordo Ortográfico» de 1990»

(Parte III)

 «Cabo Verde nunca se vinculou ao «Acordo Ortográfico» de 1990»

 (Parte IV)

«Cabo Verde não tem «instrumentos de ratificação» dos protocolos ao Acordo Ortográfico de 1990»

(Parte IV-A)

«A data do depósito do «instrumento de ratificação» do 1º protocolo de Cabo Verde é falsa»

(Parte IV-B)

«A data de depósito do «instrumento de ratificação» do 2º protocolo de Cabo Verde também é falsa»

(Parte IV-C)

«Brasil e Portugal declararam datas discrepantes do Acordo Ortográfico de 1990»

(Parte V – Brasil)

«Augusto Santos Silva e Lula da Silva declararam versões muito diferentes quanto ao depósito do instrumento de ratificação do 1º protocolo ao Acordo Ortográfico»

(Parte V-A)

 

Isabel A. Ferreira

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:48

link do post | comentar | adicionar aos favoritos
partilhar

.mais sobre mim

.pesquisar neste blog

 

.Janeiro 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
15
19
20
21
22
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Ano novo, luta velha, por...

. O processo da denúncia da...

.arquivos

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

.Acordo Ortográfico

A autora deste Blogue não adopta o “Acordo Ortográfico de 1990”, por recusar ser cúmplice de uma fraude comprovada.

. «Português de Facto» - Facebook

Uma página onde podem encontrar sugestões de livros em Português correCto, permanentemente aCtualizada. a href="https://www.facebook.com/portuguesdefacto/" target="_blank">https://www.facebook.com/portuguesdefacto/

.Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt

. Sobre a grafia utilizada neste Blogue

Este Blogue rejeita automaticamente a grafia brasileira, preconizada pelo falso acordo ortográfico de 1990, que foi imposto ilegalmente aos Portugueses. Este Blogue adopta a Língua Oficial de Portugal – a Língua Portuguesa, na sua matriz culta e europeia - na grafia de 1945, a que está em vigor. Grafia brasileira só em textos escritos por Brasileiros.

.Os textos assinados por Isabel A. Ferreira, autora deste Blogue, têm ©.

Agradeço a todos os que difundem os meus artigos que indiquem a fonte e os links dos mesmos.
blogs SAPO