comentários:
De Claudio de Sousa a 2 de Setembro de 2020 às 18:36
Apesar de antiga essa discussão, concordo com a colega Antonieta Mendonça, pois percebo que esse vocábulo foi introduzido de forma inadequada à língua, apenas pela "viralização" do seu (equivocado) emprego por diversos políticos e no meio das novelas. Pelo que me lembro, nos anos 70 esse vocábulo sequer existia nos dicionários!
Para mim, sua versão é espúria na nossa língua, porque a derivação da palavra dá a entender que a mesma se origina do vocábul COMPACTO, o que guarda longínqua relação com PACTO. Para mim, se houver espaço para um prefixo em tal formação verbal, a mesma seria CO-PACTUAR.
De Isabel A. Ferreira a 2 de Setembro de 2020 às 19:15
Cláudio de Sousa, obrigada por esta sua intervenção, que veio enriquecer esta "discussão" saudável ao redor do vocábulo "compactuar".

A Língua Portuguesa dá muito pano para mangas. E estamos sempre a aprender alguma coisa.

Obrigada.



Comentar post